quinta-feira, 18 de junho de 2009

Muito Obrigado Axé!


Incrível como uma coisa leva à outra. O post passado me trouxe até este aqui.

*

Como vocês sabem eu assisti, e adorei o dvd da Ivete, e tem uma música que gostei em especial a "Muito Obrigado Axé", que é uma composição de Carlinhos Brown que Ivete canta com Bethânia, e tem uma musicalidade que me atrai, é festiva, alegre. Meu namorado costuma dizer que gosto de música de macumba...ueheuheueh, mas é que a percussão, a sonoridade, me trazem boas vibrações, me causam boas sensações. A letra da música fala sobre o candomblé, sobre os orixás e começa com uma saudação: Odô, axé! Eu, como super curiosa que sou, quis saber o que significava e fui pesquisar. Descobri que cada orixá tem sua própria saudação e que "Odô" é a saudação da mãe de todos os orixás: Iemanjá, e axé como todos sabem é desejo de coisas boas, de paz. Descoberto isto fiquei curiosa pra saber quais as cacterísticas de cada orixá.

*

Pesquisei.

*

Depois quis saber qual o orixá que me guia. E através do meu signo descobri que sou filha de Oxum, que é o orixá da fertilidade e da riqueza, símbolo também da sexualidade e, por isso, está associado ao signo de Touro.

*
E indo mais adiante quis saber mais sobre ele.

*

OXUM


Dia: Sábado

Cores: Amarelo – Ouro

Símbolo: Leque com espelho (Abebé)

Elemento: Água Doce (Rios, Cachoeiras, Nascentes, Lagoas)

Domínios: Amor, Riqueza, Fecundidade, Gestação e Maternidade

Saudação: Eri Yéyé ó!

Na Nigéria, mais precisamente em Ijesá, Ijebu e Osogbó, corre calmamente o rio Oxum, a morada da mais bela Iyabá, a rainha de todas as riquezas, a protectora das crianças, a mãe da doçura e da benevolência. Generosa e digna, Oxum é a rainha de todos os rios e cachoeiras. Vaidosa, é a mais importante entre as mulheres da cidade, a Ialodê. É a dona da fecundidade das mulheres, a dona do grande poder feminino. Oxum é a deusa mais bela e mais sensual do Candomblé. É a própria vaidade, dengosa e formosa, paciente e bondosa, mãe que amamenta e ama. Um de seus oriquis, visto com mais atenção, revela o zelo de Oxum com seus filhos: O primeiro filho de Oxum chama-se Ide, é uma verdadeira jóia, uma argola de cobre que todos os iniciados de Oxum devem colocar nos seus braços. Oxum não vê defeitos nos seus filhos, não vê sujidade. Os seus filhos, para ela, são verdadeiras jóias, e ela só consegue ver seu brilho. É por isso que Oxum é a mãe das crianças, seres inocentes e sem maldade, zelando por elas desde o ventre até que adquiram a sua independência. Seus filhos, melhor, as suas jóias, são a sua maior riqueza.

*

Características dos filhos de Oxum
Dão muito valor à opinião pública, fazem qualquer coisa para não chocá-la, preferindo contornar as suas diferenças com habilidade e diplomacia. São obstinadas na procura dos seus objectivos. Oxum é o arquétipo daqueles que agem com estratégia, que jamais esquecem as suas finalidades; atrás da sua imagem doce esconde-se uma forte determinação e um grande desejo de ascensão social. Têm uma certa tendência para engordar, a imagem do gordinho risonho e bem-humorado combina com eles. Gostam de festas, vida social e de outros prazeres que a vida lhes possa oferecer. Tendem a uma vida sexual intensa, mas com muita discrição, pois detestam escândalos. Não se desesperam por paixões impossíveis, por mais que gostem de uma pessoa, o seu amor-próprio é muito maior. Eles são narcisistas demais para gostar muito de alguém. Graça, vaidade, elegância, uma certa preguiça, charme e beleza definem os filhos de Oxum, que gostam de jóias, perfumes, roupas vistosas e de tudo que é bom e caro. O lado espiritual dos filhos de Oxum é bastante aguçado. Talvez por isso, algumas das maiores Yalorixás da história do Candomblé, tenham sido ou sejam de Oxum.

*
E você também ficou curioso pra saber qual seu orixá?!
Então consulte aqui:
http://www.astrologosastrologia.com.pt/horoscopos_signos=os_orixas_e_o_seu_signo.htm


Eri Yéyé ó! Pra todos ;]



Muito Obrigado Axé



Odô,axé odô
Axé odô


Isso é pra te levar no ilê
Pra te lembrar do badauê
Pra te lembrar de lá
Isso é pra te levar no meu terreiro
Pra te levar no candomblé
Pra te levar no altar
Isso é pra te levar na fé
Pois Deus é brasileiro
Muito obrigado axé
Ilumina o Mirin Orumilá
Na estrada que vem a cota
É um Malê é um Maleme
Quem tem santo é que entende
Quanto mais pra quem
Tem Ogum,missão e paz
Quanto mais pra quem
Tem idéais e os orixás
Joga as armas pra lá
Joga,joga as armas pra lá
Joga as armas pra lá
Faz a festa
Joga as armas pra lá
Joga,joga as armas pra lá
Joga as armas pra lá
Faz um samba
Joga as armas pra lá
Joga,joga as armas pra lá
Joga as armas pra lá
Traz a orquestra
Joga as armas pra lá
Joga,joga as armas pra lá
Joga as armas pra lá
Faz a festa

Odô,axé,odô
Axé,odô
Axé,axé,odô


Beijos, beijos, beijos \o/

5 comentários:

Lanna disse...

uma vez fui numa mulher, num sei extamente oq ela era, mas ela me disse q eu era filha de Iansã... num sei se é verdade!!! ela me disse algumas características... e q eu só num era mt doida pq tinha alguma outra coisa lá (naum me lembro oq) que me "segurava", digamos assim... de qq forma, é legal saber sobre essas culturas diferentes!!! ;***

Lari disse...

Lanna, na verdade de acordo com esse site ai que indiquei, existe mais de um orixá que rege cada signo, e de fato são dois os que regem o signo de sagitário. Xangô o rei do poder e Iansã a senhora dos ventos. Até que o que ela te falou faz sentido ;]

Xerim
=*

Moça do Fio disse...

Não sou muito ligada nestas coisas, mas gosto, sim, de algumas músicas que falam sobre estes santos. No show da Rita Ribeiro, no domingo (encerramento do SALIPI) ela cantou várias músicas que falavam sobre estas coisas. Acho que o mais novo cd dela só tem músicas assim.

Foi legal ler mais sobre este assunto. Obrigada ;-))


Beijos.

julianna disse...

Na verdade, segundo o pouco que sei, graças a um amigo do Candomblé, cada pessoa é regida por dois orixás ou santos, um feminino e outro masculino, sem relações com o signo. Eu sou de sagitário, mas minha mãe é Oxum, ou Ndandalunda.
Ah, e o cd da Rita Ribeiro é uma homenagem aos orixás e chama Tecnomacumba. Uma das músicas, a da minha mãe Ndanda, é a do Jauperi, que o Lázaro Ramos canta no início do filme Ó paí ó "nessa cidade todo mundo é d'oxum".
Ah, e Lari, acha q vc é de oxum tbm, num deve ser de Iansã não, rsrsrs.
Bjão!

daniela disse...

jÁ ME disseram que sou de oxum... amo me enfeitar, ouro, adoro dar presente, amo água, amo comprar, odeio dívidas, se pudesse essa palavra nem existia.... amo perfumes e joías, sapatos e acessórios, adoro dinheiro... e ouro e prata... será que isso tem alguma coisa? Sou do signo de cancer 21 de junho que dizem que é de obaluaê, senhor da natureza. no mais, amo muito obrigado axé de carlinhos brown....